Huawei inaugura centro de transparência em segurança cibernética e proteção de privacidade - MenosFios
Logotipo oficial do MenosFios

A Huawei inaugurou recentemente o seu maior Centro Global de Transparência em Segurança Cibernética e Proteção de Privacidade em Dongguan, na China, com discursos de representantes da GSMA, SUSE, British Standards Institution e de reguladores dos Emirados Árabes Unidos e da Indonésia, na cerimônia de abertura.

Junto com a inauguração do novo centro, a Huawei também lançou seu Product Cyber ​​Security Baseline, marcando a primeira vez que a empresa disponibilizou para o sector como um todo a sua estrutura básica de segurança de produto e práticas de gestão. Essas ações fazem parte dos esforços mais amplos da empresa para engajar clientes, fornecedores, organizações de padrões e outros stakeholders para fortalecer juntos a segurança cibernética em todo o sector.

“A segurança cibernética nunca foi tão importante”, disse Ken Hu, Presidente Rotativo da Huawei, na inauguração do centro de Dongguan. “Como o sector, precisamos trabalhar juntos, partilhar as melhores práticas e desenvolver nossas capacidades colectivas em governança, padrões, tecnologia e verificação. Precisamos dar ao público em geral e aos reguladores, um motivo para confiar na segurança dos produtos e serviços que usam diariamente. Juntos, podemos encontrar o equilíbrio certo entre segurança e desenvolvimento em um mundo cada vez mais digital”.

Nos últimos anos, a transformação digital do sector e as novas tecnologias, como 5G e IA, tornaram o ciberespaço mais complexo do que nunca, o que foi agravado pelo facto de que as pessoas têm passado a maior parte das suas vidas online durante a pandemia da COVID-19. Essas tendências levaram a um aumento de novos riscos de segurança cibernética.

A Huawei inaugurou o novo Centro Global de Transparência em Segurança Cibernética e Proteção de Privacidade em Dongguan, para resolver esses problemas, fornecer uma plataforma para que os stakeholders do sector partilhem a sua experiência em governança cibernética e trabalhem juntos em soluções técnicas. O centro foi projectado para demonstrar soluções e partilhar experiências, facilitar a comunicação e a inovação conjunta e apoiar testes e verificações de segurança. Ele estará aberto a reguladores, organizações de teste terceirizadas independentes e organizações de padrões, bem como clientes, parceiros e fornecedores da Huawei.

“Esta é a primeira vez que partilhamos a nossa estrutura básica de segurança com todo o sector, não apenas com os principais fornecedores”, disse Sean Yang, Diretcor do Escritório Global de Segurança Cibernética e Proteção de Privacidade da Huawei. “Queremos convidar todos os stakeholders, incluindo clientes, reguladores, organizações de padrões, provedores de tecnologia e organizações de testes, para se unirem a nós na discussão e no trabalho em linhas de base de segurança cibernética. Juntos, podemos melhorar continuamente a segurança do produto em todo o sector”.