Computadores na China impedidos de receber o Windows 11 - MenosFios
Logotipo oficial do MenosFios

Computadores na China impedidos de receber o Windows 11


por: J.FrSebastião12 de Outubro de 2021

Desde que foi lançado no dia 05 de Outubro, o Windows 11 tem mostrado ser um sistema operativo que vem com o rótulo de criar uma nova nova interface e uma imagem completa para o sistema e as suas apps, de acordo com a própria Microsoft.

Mas desde que chegou ao mercado, o principal problema do Windows 11 é os seus requisitos de segurança, que para os especialistas da matéria foram causados pela própria Microsoft, e onde na China os computadores estão impedidos de instalar essa novo software.

Esse barramento nos computadores daquele país se deve a obrigatoriedade da presença do TPM 2.0 (Trusted Platform Module), que é um chip de segurança embutido nas motherboards que aumenta a segurança do sistema operativo.. Esta é uma das medidas mais importante de segurança para que o Windows 11 possa ser instalado em um computador.

MAIS: Windows 11 foi oficialmente lançado: Aprenda como actualizar

Só que a mais de 20 anos o TPM foi proibido pelo próprio governo da China, como medida de proteção para os utilizadores locais, de acordo com o South China Morning Post.

Para compensar esta proibição, o governo chinês acabou por criar uma alternativa, a que chamou TCM (Trusted Cryptography Module), que inclui supostamente padrões de segurança mais elevados que o TPM 2.0, mas acabou por ser esquecido pela Microsoft na definição das especificações do Windows 11.

Na última semana tem circulado notícias que existem formas de contornar esta limitação e conseguir instalar o Windows 11. Mas de avisar que estas não funcionam em todos os cenários, por isso não são completamente fiáveis e seguras.

A própria Microsoft já revelou uma forma, mas alertou para os potenciais problemas associados.

Com esta lacuna, aparentemente propositada, todos os PCs presentes no território chinês estão assim impedidos de atualizar para o novo Windows. Podem fazê-lo, mas não vão ter atualizações, como acontece no resto do planeta.

Sendo o Windows o sistema operativo mais usado na China, é muito provável que uma solução surja muito em breve.