Angola no último lugar do Índice Global de Inovação 2021 - MenosFios
Logotipo oficial do MenosFios

Angola no último lugar do Índice Global de Inovação 2021


por: J.FrSebastião11 de Outubro de 2021

Angola ocupa o último lugar no Índice Global de Inovação (IGI) deste ano, com apenas 15 pontos, numa lista de 132 países, algo lamentado pela ministra do Ensino Superior, Ciência, Tecnologia e Inovação, Maria do Rosário Sambo, na última Sexta-Feira(08/10).

O Índice Global de Inovação 2021 é um relatório que mede o desempenho dos ecossistemas da inovação de 132 economias, e identifica as tendências globais mais recentes em matéria de inovação.

Segundo a análise dos mesmos, o Índice Global de Inovação deste ano mostra que apesar do enorme impacto da pandemia de COVID-19 na vida e nos meios de subsistência, muitos sectores têm demonstrado uma notável resiliência – especialmente os que adotaram a
digitalização, a tecnologia e a inovação. Enquanto o mundo procura reconstruir-se desde a pandemia, a inovação tem sido fundamental para superar os desafios mais comuns que as pessoas têm enfrentado e para construir um futuro melhor.

MAIS: Os governos africanos e a digitalização para a inovação

O Índice Global de Inovação tem sido uma ferramenta única que tem como objetivo orientar os formuladores de políticas e as empresas na elaboração de planos, para que se possa emergir mais forte apesar dos problemas recentes.

Somente a Suíça e a Suécia mantêm-se entre as três primeiras posições da classificação em inovação nos últimos dez anos. Suíça, Suécia, Estados Unidos da América e Reino Unido estão entre as cinco primeiras economias há três anos, enquanto a República da Coreia
entra, pela primeira vez em 2021, no grupo das cinco primeiras economias.

As 25 economias mais inovadoras encontram-se principalmente na Europa, entre as quais França (11ª) e Estônia (21ª) registram progressos notáveis. Cinco economias asiáticas destacam-se entre as 15 primeiras: República da Coreia (5ª) e Singapura (8ª) entre as 10
primeiras, seguidas de China (12ª), Japão (13ª) e Hong Kong, China (14ª). Singapura vem figurando entre as 10 economias mais inovadoras nos últimos 14 anos.

MAIS: Abertas as inscrições para a maior competição do mundo em inovação

As três primeiras economias por região:

Europa
1ª Suíça
2ª Suécia
3ª Reino Unido

América Latina e Caribe
1ª Chile
2ª México
3ª Costa Rica

Ásia Central e Ásia Meridional
1ª Índia
2ª Irã (República Islâmica do)
3ª Cazaquistão

Sudeste Asiático, Ásia Oriental e Oceania
1ª República da Coreia
2ª Singapura
3ª China

Norte da África e Ásia Ocidental
1ª Israel
2ª Emirados Árabes Unidos
3ª Turquia

África Subsaariana
1ª  África do Sul
2ª Quênia
3ª República Unida da Tanzânia